segunda-feira, 30 de junho de 2014

1º smartphone antiespionagem começa a chegar aos consumidores

Divulgação
Consumidores que encomendaram seus Blackphones no começo do ano começaram a receber seus dispositivos. Segundo a PEC Tecnologies, empresa responsável pelo desenvolvimento e construção do produto, o primeiro lote de celulares já está sendo entregue.

O aparelho roda uma versão modificada do Android chamada PrivatOS e promete total privacidade ao usuário. À venda por US$ 629, ele tem tela de 4,7 polegadas, processador quad-core de 2 GHz, câmera traseira de 8 MP e frontal de 5 MP, 16 GB de memória interna e 1GB de memória RAM. Seu sistema blindado possibilita a realização de chamadas de voz e vídeo criptografadas, navegação na web anônima e armazenamento dos arquivos em uma nuvem privada.

O smartphone foi lançado oficialmente no Mobile World Congress no início do ano. Nos meses seguintes, a quantidade de produtos disponibilizados para pré-venda se esgotou. Quem estiver interessado em adquirir um Blackphone deve esperar até 14 de julho, quando as vendas serão reabertas.

A novidade agora é que consumidores de outros países poderão encomendar seus celulares, graças a parcerias com empresas de transporte internacionais.

Root para Android L já está disponível

Reprodução
Durante uma conferência para desenvolvedores realizada na semana passada, o Google anunciou a nova versão de seu sistema operacional para dispositivos móveis, o Android L. Alguns dias depois, já houve quem conseguisse criar um método para acesso "Root", técnica de desbloqueio que permite ao usuário acesso a partes restritas da plataforma.

O responsável pela façanha se chama Savoca, do site XDA Developers, que analisou o código da versão beta do sistema e revelou como fazer o root.

Como pré-requisito, o sistema precisa rodar a versão de preview do Android L (disponível apenas para Nexus 5 e o tablet Nexus 7). Também é necessário ter instalada a "recovery customizada", interface exterior ao sistema operacional (algo parecido com uma bios de computadores) e utilizá-la para instalar uma imagem de boot criada por Savoca. ClockWork Recovery e TWRP são exemplos de recoveries customizadas. 

O desenvolvedor avisa que o Android L lida de forma diferente com as pastas de sistema, então alguns programas que utilizavam permissões de root para acessá-las poderão ter problemas, mas a resolução disso cabe ao desenvolvedor de cada app.

O arquivo para root está disponível aqui, mas pense bem antes de tentar o procedimento: o Olhar Digital não se responsabiliza por eventuais danos causados ao dispositivo por qualquer problema decorrente deste processo.

Google decreta a morte do Orkut e marca a data

O Google anunciou hoje que a rede social Orkut já tem data para morrer. Ela sairá do ar no dia 30 de setembro de 2014

Coletivo Mambembe / Flickr
O Google anunciou hoje que irá aposentar a rede social Orkut. Em um texto no blog do Orkut, Paulo Golgher, diretor de engenharia do Google, anunciou o adeus à rede.

“Dez anos atrás, o Google mergulhou pela primeira vez nas redes sociais por meio do Orkut, que nasceu como projeto experimental de um engenheiro que deu nome à rede”, escreveu Golgher.

O Orkut foi uma das redes sociais com maior sucesso do Google. Depois dele, a empresa teve dificuldades em criar uma rede de sucesso. Entre elas passaram o Google Buzz, que já foi descontinuado, e o Google+, que sofreu mudanças radicais recentemente.

O texto afirma que a empresa opta por descontinuar o Orkut e focar em outras comunidades sociais, como o YouTube, o Blogger e a já citada Google+. A data de morte que constará no túmulo será 30 de setembro de 2014, o último dia com o Orkut no ar.

A partir de hoje será impossível criar um novo perfil na rede social. Aqueles que já têm um perfil e querem extrair todas as suas informações podem usar a ferramenta Google Takeout, que já está no ar e funcionará até setembro de 2016.

Um dos pontos altos da rede eram suas comunidades bem humoradas. Golgher ainda anuncia em seu texto que, a partir de 30 de setembro, um arquivo com as comunidades estará no ar.

“Foram 10 anos inesquecíveis. Pedimos desculpas para aqueles que ainda utilizam o Orkut regularmente”, finaliza Golgher.

sábado, 28 de junho de 2014

HOJE É DIA DE GRITAR FANÁTICOS!

POR ERIC COLOMBO

Reprodução
SE VOCÊ ESTIVER NAVEGANDO NAS SUAS REDES SOCIAIS HOJE, NÃO ESTRANHE SE VER ALGUMAS POSTAGENS ESCRITAS ASSIM, INTEIRAMENTE EM LETRAS MAIÚSCULAS. O MOTIVO? DUAS VEZES AO ANO, NOS DIAS 22 DE OUTUBRO E HOJE 28 DE JUNHO, SÃO CELEBRADOS OFICIALMENTE O "INTERNATIONAL CAPS LOCK DAY".

A BRINCADEIRA ENTROU PARA O CALENDÁRIO GEEK, COMO UM FERIADO PARÓDICO EM 2000, QUANDO DEREK ARNOLD CONSIDEROU QUE 22 DE OUTUBRO TODO O MUNDO DEVERIA DIGITAR SOMENTE EM CAPS LOCK. O "FERIADO" FICOU TÃO POPULAR, QUE RECEBEU UM SITE OFICIAL PRÓPRIO, QUE SE AUTO-DECLARA "A HOME PAGE OFICIAL DO DIA DO CAPS LOCK, ALÉM DE POSSUIR CONTA NO TWITTER E SER LEMBRADA PELA HASHTAG #CAPSLOCKDAY.

O DIA É TÃO POPULAR, QUE É CELEBRADO TAMBÉM NO DIA DE HOJE, COINCIDINDO COM O DIA EM QUE BILLY MAYS MORREU EM 2009, PARA QUE ASSIM, A INTERNET PUDESSE HOMENAGEAR O "REI DO INFOMERCIAL". PORÉM O DIA 22 DE OUTUBRO É A MAIS SIGNIFICATIVA DAS DATAS.

JÁ É CONSENSO NA WEB, QUE O USO DO CAPS LOCK DÁ A IMPRESSÃO DE QUE QUEM ESCREVEU O TEXTO ESTÁ GRITANDO COM VOCÊ. MAS COMO HOJE PODE, FELIZ CAPS LOCK DAY FANÁTICOS!

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Recorde: Jogador zera Super Mario Bros. em menos de 5 minutos

Reprodução
4m57s. Este foi o tempo necessário para o speedruner Blubber zerar o game Super Mario Bros. e estabelecer novo recorde mundial. A marca fica menos de um segundo à frente da anterior, mas é suficiente para garantir o título.

O curto tempo para zerar o game é resultado da combinação de grande habilidade nos controles e de um truque especial: na fase 8-2, ao utilizar uma bala de canhão, Blubber evita que Mario tenha que caminhar rumo ao castelo. Isso economiza tempo e acumula pontuação.

Confira abaixo o vídeo que mostra o novo recorde:


quinta-feira, 26 de junho de 2014

Capacete de moto oficial do Master Chief sai em 2015 nos EUA

Reprodução
A fabricante de brinquedos norte-americana NECA lançará um capacete de motocicleta modelado na peça usada por Master Chief na série Halo.

A peça será vendida para comemorar o anúncio de Halo: The Master Chief Collection, a coletânea com vários jogos da franquia que foi revelada durante a E3 2014.

O capacete ainda está em fase de protótipo e deve ser lançado apenas em 2015, mas a NECA já divulgou algumas imagens e um vídeo que dão uma boa ideia de como o produto final deve ficar.

A Master Chief Collection é para Xbox One e virá com Halo 1, 2, 3 e 4. O lançamento do pacote está previsto para o fim de 2014.

Confira abaixo a versão preliminar do capacete:


Google cria óculos de realidade virtual com papelão

Reprodução
Em meio a uma conferência recheada de novidades, ontem à tarde, com direito ao novo Android, o Google chamou a atenção ao apresentar um protótipo nada tecnológico: trata-se do Cardboard, aplicativo que se transforma em óculos de realidade virtual feitos com... papelão.

O "dispositivo" utiliza qualquer smartphone Android 4.2 ou superior como tela e deve ser montado pelo próprio usuário, seguindo as instruções disponíveis no site do projeto. Entre as possibilidades estão utilizar até uma caixa de pizza.

Os componentes necessários são: papelão, lentes biconvexas de 40 mm, imãs, velcro e elásticos de borracha. Opcionalmente também é possível usar uma tag NFC para que o smartphone detecte de forma automática o que foi inserido no cardboard.

Reprodução
Como é um projeto em desenvolvimento, existem apenas demonstrações que, quando instaladas no smartphone, criam vários cenários de realidade virtual. Em um deles é possível "sobrevoar" a cidade de San Francisco utilizando os movimentos da cabeça para controlar o voo. Outro app permite ver fotos panorâmicas em 360 graus, enquanto um terceiro simula vídeos do Youtube como se estivessem projetados em uma tela de cinema.

O Cardboard não é um produto, mas algo destinado a desenvolvedores que acreditem ser possível utilizar telas de smartphones para criar uma experiência de realidade virtual. Anunciado como projeto experimental, ele não terá suporte oficial na mesma qualidade dos outros serviços.

O pessoal do TechCrunch testou o serviço. Confira o passo a passo no vídeo abaixo:


iPod touch fica mais barato no mundo todo

Divulgação
A Apple relançou o modelo básico do iPod touch com câmera traseira e deixou a linha toda mais barata.

Nos Estados Unidos, já é possível comprar o tocador de músicas com 16 GB e a câmera, que tinha sumido do modelo quando a 5ª geração do dispositivo chegou ao mercado. Por lá ele custa US$ 199, sendo que antes - mesmo sem a câmera - saía por US$ 229.

As versões com 32 GB e 64 GB também têm novos preços, o primeiro tendo passado de US$ 299 para US$ 249 e o segundo, de US$ 399 para US$ 299.

Eles ficarão mais baratos no mundo todo e o novo de 16 GB também será lançado globalmente. No Brasil, o de 32 GB custa R$ 1,2 mil e o de 64 GB, R$ 1,4 mil; ainda não há preço para o de 16 GB.

Ciência explica por que Luis Suárez costuma morder em campo

Tony Gentile/Reuters
O atacante uruguaio Luis Suárez entrou ontem para história das Copas. Tudo por conta de uma mordida dada por ele no zagueiro Chiellini, no jogo entre Itália e Uruguai, realizado na Arena das Dunas em Natal.

Não foi a primeira vez que Suárez se valeu de uma dentada dentro de campo. O jogador já tinha feito o mesmo em 2010, quando defendia o Ajax e mordeu o ombro do meio de campo Otman Bakkal, do PSV Eindhoven.

Em abril do ano passado, já com a camisa do Liverpool, Suárez atacou novamente - mordendo o braço do zagueiro Branislav Ivanovic, do Chelsea, em partida pelo campeonato inglês. 



"Não é algo pré-planejado - é uma resposta muito espontânea, emocional. Ele faz isso no impulso", afirmou à época em entrevista à BBC Thomas Fawcett, especialista em psicologia ligado à Universidade inglesa de Salford.

A explicação

Segundo Fawcett, a ocorrência de mordidas em esportes de contato (como boxe, rugby e futebol) geralmente se dá em situações nas quais um atleta se encontra sob pressão. 

Acuado, o esportista termina enxergando a mordida como única saída e ataca, numa espécie de resposta primitiva do corpo que se antecipa a qualquer processo de pensamento.

A descrição cai como uma luva para o que aconteceu ontem. A mordida de Suárez aconteceu aos 35 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava 0 a 0. O placar classificava a Itália para a segunda fase da Copa. Tudo isso parece ter mexido com a cabeça de Luiz Suárez.


Previsão

Na ocasião da mordida de 2013, foi oferecida ao atacante a possibilidade de fazer uma terapia para conter sua raiva. Mas, na entrevista dada naquela época, Fawcett desacreditou a medida (e, de certa forma, previu a mordida):

"Eu estou certo de que, se dentro de cinco anos Suárez for submetido a uma situação de pressão novamente, ele vai agir da mesma forma", afirmou (e acertou) o psicólogo. 

No fim, o Uruguai venceu o jogo por 1 a 0 e se classificou. Ontem mesmo, a Fifa anunciou que pode aplicar uma punição a Suárez pela mordida em Chiellini. Na internet, a dentada do uruguaio inspirou uma enxurrada de memes.

Matéria publicada em http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/a-ciencia-explica-porque-luis-suarez-costuma-morder-em-campo

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Sony mostra reações das pessoas que usam os óculos do PS4

Divulgação
A Sony divulgou ontem um vídeo para mostrar as reações das pessoas que testam o Morpheus, óculos de realidade virtual que se conectam com o PlayStation 4 para oferecer experiências de jogo mais imersivas.

Veja:


A Sony já tem todo um ecossistema preparado para o Morpheus, que tem o Oculus Rift, comprado pelo Facebook, como rival. O PS Move permite o controle do movimento, enquanto a câmera do PS4 monitora a posição da cabeça. O sistema, assim, é bastante versátil, reconhecendo quando o usuário se agacha, dá uma volta ou se debruça sobre uma cerca. No entanto, o Oculus Rift ainda parece ser mais preciso. 

Revelado em março, na E3, o Morpheus ainda não foi lançado nem tem previsão de preço.

Matéria publicada em http://olhardigital.uol.com.br/noticia/sony-mostra-reacoes-das-pessoas-que-usam-os-oculos-do-ps4/42742

Oculus compra empresa que projetou controle do Xbox 360

A equipe da Carbon Design projetou o joystick do Xbox 360 e o Kinect, da Microsoft, baseado em sensores de voz e movimento

Wikimedia Commons
A empresa especializada em realidade virtual Oculus VR anunciou nesta terça-feira o acordo para a compra da Carbon Design, companhia americana responsável pelo design do joystick do Xbox 360.

A Oculus, que pertence ao Facebook e cujos óculos de realidade virtual, os Oculus Rift, revolucionaram o mundo dos videogames, consegue, com esta aquisição, um passo definitivo para o desenvolvimento desta nova modalidade de jogo, que transporta o jogador para um ambiente de ficção absolutamente envolvente.

"Temos a satisfação de anunciar que adquirimos a equipe de Carbon Design, uma dos melhores do país em design industrial e engenharia de produto, com mais de 50 prêmios que respaldam isso", afirmou o comunicado da Oculus VR, sem detalhar o valor da operação.

A equipe da Carbon Design projetou o joystick do Xbox 360 e o Kinect, da Microsoft, baseado em sensores de voz e movimento, e no final do verão passará a fazer parte do grupo de engenheiros de produto da Oculus, que continuará em sua sede em Seattle (Washington).

Em sua última conferência de desenvolvedores de software, realizada em San Francisco no final de abril, o Facebook apresentou os óculos de realidade virtual Oculus Rift, que pôs à disposição dos convidados para testarem e avaliarem.

Com um formato que lembra óculos de esqui, o Oculus Rift isola completamente o usuário do entorno e o coloca em uma realidade virtual tridimensional e envolvente, já que os óculos permitem a mudança constante de ângulo.

O Facebook anunciou a compra da Oculus VR em 25 de março por US$ 2 bilhões, uma operação que provocou algumas críticas do setor dos videogames, onde a Oculus é muito bem avaliada, e que entenderam que a aquisição pela maior rede social do mundo era contrária à natureza da empresa.

terça-feira, 24 de junho de 2014

Android pode ganhar nova versão amanhã

Reprodução
A Google I/O, conferência da empresa para desenvolvedores, começa amanhã, nos EUA, e promete novidades para o Android, que deve ganhar nova versão, além de relógios inteligentes, tablets e e smartphones. Confira abaixo as principais apostas:

Android 5.0 ou 4.5

É difícil entender o esquema de nomenclatura do Android, mas tudo indica que a próxima versão do sistema operacional - esperada no evento - terá o número 4.5 ou 5.0. Sobre seu nome, alguns apostam em "Lemon Merengue Pie" (torta de merengue com limão) ou Lollipop (pirulito). Tradicionalmente, os nomes das versões fazem referência a doces e começam com a letra do alfabeto posterior à da edição anterior, no caso K de KitKat. Com a atualização, o software deve ganhar melhorias na segurança, particularmente em relação a smartphones roubados, e otimização para processadores de 64 bits, que estão começando a ser utilizados em smartphones.

Android para carros

O Google faz parte da Open Automotive Alliance, iniciativa que une as montadoras Audi, Hyundai, GM e Honda e a fabricante de placas de vídeo Nvidia, todas dispostas a desenvolver um sistema para carros capaz de integrar central multimídia e serviços como GPS, controles de ar condicionado, rádio, etc. O Google precisa avançar com um projeto neste sentido porque a Apple já trabalha em uma plataforma chamada Carplay, com o mesmo propósito de integração.

Smartwatches

O Google nasceu com buscas, expandiu-se para outros serviços, sistemas operacionais e finalmente entrou no mundo do hardware com duas tacadas: Nexus, junto com a LG, e Google Glass. A mais nova empreitada pode ser no mundo dos smartwatches, os relógios inteligentes. Com Motorola e LG tendo anunciado relógios com o sistema operacional Android Wear, pode ser a vez de o Google lançar um hardware que rode o próprio sistema.

Project Tango

Há algum tempo o Google mostrou um smartphone especial equipado com câmeras 3D capazes de criar mapas dos arredores em tempo real. Trata-se do projeto Tango, que evoluiu e agora dispõe de um tablet de 7 polegadas. Tudo indica que a ideia seja contemplada na conferência. Veja no vídeo abaixo do que se trata:



Project Ara

Project Ara é o futuro smartphone modular do Google que terá peças intercambiáveis, como câmeras, baterias e antenas de comunicação, como bluetooth, wifi, etc. O primeiro modelo é esperado para o início de 2015 e, caso caia nas graças do público, certamente receberá apoio de outras empresas interessadas em produzir módulos para o aparelho.

Matéria publicada em http://olhardigital.uol.com.br/noticia/42727/42727

Google Glass começa a ser vendido fora dos EUA

Divulgação
O Google Glass não é mais exclusividade dos norte-americanos, porque a empresa lançou os óculos inteligentes na Europa, também. A partir de agora, eles podem ser comprados no Reino Unido.

O produto está disponível por £ 1 mil, em seis cores, podendo ainda ser adquirido no modelo Titanium, que permite usar lentes corretivas.

Há uma série de acessórios extras que os interessados podem comprar, como fones de ouvido, estojos e bolsas. As entregas estão listadas para acontecer entre um e dois dias após a realização da compra.


Samsung deve apresentar relógio com Android nesta semana

Parecido com gadgets da linha Gear, novo relógio da Samsung com Android Wear deve ser lançado na Google I/O. A conferência do Google começa na quarta-feira

Bloomberg
A Samsung pode anunciar seu primeiro relógio inteligente com sistema operacional Android Wear durante a Google I/O. A conferência anual de desenvolvedores do Google acontece nos próximos dias 25 e 26.

De acordo com rumores, o gadget seria parecido com os dispositivos da linha Gear. A expectativa é de que o modelo conte com chips da Qualcomm ou da própria Samsung.

Procurada por sites especializados como CNET.com, a Samsung desconversou. Mas, em nota, a empresa afirmou que segue "comprometida com a inovação constante e novos produtos estão sempre em desenvolvimento".

Android Wear

Além da Samsung, LG e Motorola também devem aproveitar a Google I/O para lançar relógios inteligentes com Android Wear. Baseado em comandos de voz, o sistema operacional foi lançado em março e foi criado para os wearables (ou dispositivos de computação vestível).

Números divulgados pelo IDC dão conta de que o mercado de wearables hoje ainda é pequeno. Até o fim do ano, cerca de 19 milhões de gadgets deste tipo devem ter sido vendidos. Até 2018, o IDC espera que este número pule para cerca de 112 milhões de unidades.

O Android Wear promete ser uma das grandes atrações da Google I/O. Com público previsto de 6 mil pessoas, a conferência vai acontecer em São Francisco, nos EUA.

iPhone 6 deve começar a ser produzido em julho

Os dois novos modelos do iPhone 6 começarão a ser produzidos no próximo mês e devem ser vendidos em setembro, de acordo com a Bloomberg

Justin Sullivan/Getty Images
A Apple deve iniciar a produção de seus iPhones 6 no próximo mês. As informações foram passadas para a Bloomberg por pessoas familiarizadas com os planos da Apple.

As fontes também confirmaram as informações de que a empresa deve lançar dois diferentes modelos do seu smartphone. Um deles virá com tela de 4,7 polegadas e o outro com tela de 5,5 polegadas.

O modelo com tela maior vem enfrentando algumas dificuldades na produção e sua velocidade de montagem devem ser menor. As fontes acreditam, no entanto, que ele chegará às lojas juntamente com o modelo de 4,7 polegadas, em setembro.

Os novos iPhones devem trazer uma mudança no design. A Bloomberg afirma que eles serão finos (como se podia esperar) e terão bordas arredondadas. Isso dá mais crédito às fotos de supostos protótipos de iPhone 6. Elas costumam mostrar bordas arredondadas.

O iPhone 6 ainda traria uma novidade. A tela, com vidro curvado, seria capaz de perceber diferentes níveis de pressão.

A nova geração de iPhones será a tentativa da Apple de atacar os aparelhos com Android. A Apple deixa para trás as telas de 4 polegadas e parte para tamanhos maiores. O Galaxy S5, carro chefe da Samsung, por exemplo, tem tela de 5,1 polegadas.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Universidade nos EUA dá bolsa de estudo a jogadores de League of Legends

Riot
É um fato que os eSports estão crescendo e cada vez mais sendo alçados ao patamar do esporte tradicional. Agora, a Robert Morris University, uma pequena universidade americana, decidiu abraçar de vez o conceito e começar a oferecer bolsas de estudos a jogadores de League of Legends com intuito de aproveitar seus talentos em competições do gênero.

Os jogadores que atingirem as metas determinadas pela universidade receberão um desconto de 50% no valor da mensalidade e no valor da moradia.

A escola procura interessados nas ligas colegiais nos Estados Unidos para participar de uma equipe que disputará a Collegiate Star League, uma competição que não tem ligação direta com a Riot. A temporada de 2014 se inicia em setembro deste ano, com times de 103 instituições diferentes.

Os jogadores selecionados receberão o mesmo tratamento dos outros atletas da RMU, incluindo treinamento e atendimento de uma equipe de apoio.

Segundo a universidade, o programa teve início porque Kurt Melcher, responsável pela área de esportes da RMU, também é um jogador de PC, que já jogou muitos jogos competitivos na plataforma. Ele observou semelhanças com o esporte universitário tradicional e decidiu trazê-lo para a escola.

O esporte universitário é algo muito forte na cultura americana. É muito tradicional o oferecimento de bolsas de estudo para talentos esportivos, e as universidades ganham exposição e dinheiro com transmissão dos jogos na TV, que chegam a ter audiências absurdas, como é o caso das finais do futebol americano e do basquete universitários. O fato de uma delas incluir League of Legends em seu programa de bolsas certamente é mais um passo no reconhecimento do eSport.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Riot Games paga até R$ 55 mil para quem pedir demissão

Reprodução
A Riot Games, empresa responsável pelo game League of Legends, quer manter na equipe apenas as pessoas felizes com o trabalho, por isso anunciou que vai pagar até US$ 25 mil dólares (R$ 55 mil) para os insatisfeitos pedirem demissão.

A iniciativa pode custar caro no começo, mas visa melhorar o ambiente corporativo com base na crença de que funcionários infelizes e que trabalhem só por dinheiro podem ser nocivos ao negócio, portanto, devem ir embora o mais rápido possível.

Em post em seu blog, a empresa esclarece que "não querer incentivar as pessoas a saírem, ou expulsá-las, mas deixar claro que existe um caminho de saída para aqueles que quiserem".

O programa vale apenas para os funcionários da empresa nos Estados Unidos que estiverem nos dois primeiros meses de emprego, de modo a testar se eles compartilham da cultura da organização. Aqueles que escolherem ir embora receberão 10% de seu salário anual, atingindo o máximo de US$ 25 mil.

A Riot não é a primeira empresa a fazer isso, visto que tanto Amazon quanto Zappos pagam a seus funcionários valores de US$ 5 mil e US$ 2 mil, respectivamente, caso eles decidam se demitir.

Facebook sofreu blecaute mundial na madrugada de hoje

Esta foi a maior interrupção sofrida pela rede social desde 2010

Reuters
O Facebook sofreu nesta quinta-feira uma interrupção de meia hora que afetou milhões de usuários no mundo todo, admitiu a companhia em comunicado.

O blecaute aconteceu da 1h da madrugada (local, 05h em Brasília). 'Ontem à noite nos deparamos com um problema enquanto atualizávamos a configuração de um de nossos sistemas de software', indicou o porta-voz da empresa, Jay Nancarrow.

'Pouco após realizar as mudanças, alguns usuários começaram a ter dificuldades para acessar o Facebook. Rapidamente identificamos o problema e o solucionamos'.

É a maior interrupção sofrida pela rede social desde 2010.

O blecaute afetou o site, o aplicativo para smartphones e os serviços do Messenger.

Os usuários repercutiram o problema e rapidamente a hasthtag #Facebookdown se tornou um dos trending topics do Twitter.

Os primeiros avisos da falha chegaram de usuários de Reino Unido, Irlanda, Israel, Índia e países asiáticos, que comprovaram como na rede social se podia ler a mensagem: 'Desculpas, esta página não carregou corretamente. Estamos trabalhando para normalizar o mais rápido possível'.

'Isto não acontece com frequência, mas quando ocorre, nos asseguramos que aprendemos para fazer do Facebook uma experiência muito mais confiável', disse o porta-voz da companhia.

Apple planeja diversas versões para relógio inteligente

Fonte diz que o relógio poderá ser lançado com múltiplos tamanhos de tela

Reprodução/Brett Jordan
A Apple planeja diversas versões para o relógio inteligente, afirmaram pessoas com conhecimento do assunto.

Segundo essas fontes, o novo aparelho incluirá mais de 10 sensores, que poderão desempenhar funções como monitorar a saúde e os exercícios.

Uma das pessoas disse que a Apple tenta contornar as críticas feitas aos relógios inteligentes que já estão no mercado, como a de que eles falham em oferecer funções significativamente diferentes daquelas desempenhadas por um smartphone.

O relógio da Apple pode ser lançado em outubro, com o início da produção em dois a três meses pela Quanta Computer, uma manufatura de Taiwan que tem sido um fornecedor de computadores Mac há muito tempo, disseram as pessoas.

Uma das pessoas afirmou que o relógio virá com múltiplos tamanhos de tela, enquanto outra fonte em uma fornecedora de componentes informou que as estimativas para as embarcações giram entre 10 milhões a 15 milhões de unidades até o fim deste ano.

As especificações exatas do produto ainda estão sendo finalizadas antes do início da produção em larga escala. 

quarta-feira, 18 de junho de 2014

App Mandic Magic quer facilitar acesso a Wi-Fi público

Criado pelo pioneiro da internet Aleksandar Mandic, o aplicativo funciona como um banco de senhas para redes sem fio de locais públicos

Fabiano Accorsi
O aplicativo Mandic Magic quer descomplicar o uso de Wi-Fi público. Ele permite que os usuários do app registrem senhas de redes Wi-Fi públicas. Com isso, o processo de acesso a uma rede sem fio de um bar ou restaurante fica mais simples.

O aplicativo foi criado por Aleksandar Mandic, um dos pioneiros da internet no Brasil. No ano passado, Mandic vendeu sua empresa de e-mails corporativos para um fundo americano, a Riverwood Capital.

Mandic começou o aplicativo para solucionar um problema pessoal. Como viaja muito, Mandic criou uma maneira de salvar as senhas da rede Wi-Fi de lugares por onde sempre passava. “Fiz um app como hobbie e ele virou um monstro. Agora brinco que ele é meu trabalho por meio período: 12 horas”, diz Mandic.

O aplicativo foi programado por um amigo de Mandic, Eduardo Mauro. Os dois colocaram o aplicativo dentro da App Store. No primeiro dia, os app teve dois downloads (cada um baixou uma vez). No seguindo dia foram dez downloads e depois 15.

No terceiro dia foram 40 downloads pela manhã. “No final do dia a marca estavam em mil. Fomos a um hotel tomar champagne para comemorar. Quando acabamos a garrafa, o número era de três mil downloads”, se diverte Mandic.

Mandic ressalta que não anunciou sobre o aplicativo em lugar nenhum. “Foi boca a boca, caiu em algum lugar na internet e a coisa disparou”, explica.

Hoje, o aplicativo tem versões para Windows Phone, Android e iOS.

O app já tem tradução para oito idiomas. Todas feitas, sem cobrança, por usuários do próprio aplicativo. De acordo com Mandic, os únicos investimentos no Mandic Magic foram de tempo e trabalho.

Mas ele está ambicioso com os possíveis resultados. “Quero ser o WhatsApp do Brasil. Agora meu sonho é chegar aos nove zeros, alcançar um bilhão de reais”, afirma.

Samsung lança versão do Galaxy S5 mais potente e com tela melhorada

Divulgação
Há alguns meses circulam rumores de um Galaxy S5 “premium”, ainda mais potente que o irmão mais novo. Agora, o aparelho finalmente foi revelado, com o nome de “Galaxy S5 LTE-A” e será lançado na Coreia do Sul com maior poder de processamento e maior definição de tela.

A tela de Super AMOLED de 5,1 polegadas usa a resolução Quad HD, ou 2560x1440, contra 1920x1080 do S5 comum. Com isso, ele totaliza uma densidade de 576 pixels por polegada, contra 538 do LG G3, que foi o primeiro a adotar a resolução. O aparelho tem certificação IP67, o que o qualifica com resistente a poeira e água.

Não é só isso. Em desempenho, o aparelho também deve ver uma melhoria grande em relação ao S5 original. Isso porque ele usa o processador Snapdragon 805, o mais poderoso da Qualcomm, com quatro núcleos operando a 2,5 GHz, com a GPU Adreno 420, que deve dar um salto de processamentos gráficos de 40% em relação ao S5 comum. Além disso, há 3 GB de memória RAM, contra 2 GB do modelo antigo.

Como o nome sugere, ele é compatível com a rede LTE Advanced, capaz de alcançar teóricos 300 Mbps de velocidade. No entanto, a rede em operação na Coreia do Sul alcança no máximo velocidades de até 225 Mbps.

Para tristeza do público, no entanto, os rumores não se confirmaram em relação ao uso de um material mais elegante, como o alumínio, para construção do dispositivo. O plástico continua sendo o padrão para a Samsung, embora ela tenha melhorado o “feeling” do S5 em relação ao S4 neste quesito.

Por enquanto, o aparelho é exclusivo da Coreia do Sul. Não há previsão de lançamento em outros mercados, então não se empolgue para adquiri-lo no Brasil.

Fire Phone, smartphone da Amazon, segue a cabeça do usuário

Aparelho anunciado pela Amazon hoje tem quatro câmeras frontais e irá captar a localização da cabeça do usuário em tempo real para criar efeito de perspectiva

Mike Kane/Bloomberg
A Amazon anunciou hoje que irá lançar um smartphone, o Fire Phone. O produto foi anunciado por Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, em um evento nos Estados Unidos.

Ele será um smartphone de 4,7 polegadas, com tela Gorilla Glass. O acabamento em torno do aparelho será com borracha (algo que foge bastante dos smartphones atuais). Ele usará uma versão adaptada e bloqueada de Android(assim como o Kindle Fire). Nela, apenas aplicativos da loja da Amazon podem ser baixados.

Mas sua maior novidade é a perspectiva na tela. Ela cria uma espécie de efeito de três dimensões, mas de uma maneira que o usuário interaja com o que é exibido. Para isso, o Fire Phone tem quatro câmeras frontais que seguem a cabeça do usuário.

São 60 imagens captadas por segundo e analisadas para que o que é exibido na tela seja mais “vivo”. Entre as demonstrações de Bezos estavam mover o smartphone para que a tela rolasse enquanto ele lia um artigo (obviamente no do seu jornal Washington Post) ou aumentar e mover imagens na tela.

O Fire Phone tem processador de 2,2 GHz e 2 GB de memória. A câmera é de 13 megapixels e tem abertura f/2 — nesse ponto, ela se destaca contra as câmeras do Samsung Galaxy S5 e do iPhone 5s, que têm abertura máxima f/2,2.

Com uma abertura ligeiramente maior (quanto menor o número, maior a abertura), o Fire Phone será capaz de tirar fotos melhores em ambientes mais escuros.

O smartphone virá com Netflix, HBO GO, Hulu Plus e ESPN já instalados. Compradores também poderão armazenar fotos (sem limite de quantidade) na nuvem da Amazon.

Serviços

Uma funcionalidade apresentada por Bezos foi o app Firefly. Ele usa a câmera do smartphone para reconhecer e armazenar produtos, objetos, QR Codes ou códigos de barras. Depois, é possível comprar os produtos na Amazon.

Um kit para desenvolvedores será lançado pela Amazon. Um exemplo de uso do Firefly é com o app MyFitnessPal, que mostra informações nutricionais de comidas escaneadas com o app. Outro app, o Vino, poderá fornecer informações sobre vinhos.

Bezos ainda apresentou o esperado serviço de música da Amazon, que havia sido anunciado alguns dias atrás. O Prime Music terá mais de um milhão de músicas. Os assinantes do serviço Aamzon Prime poderão baixá-las ou ouvi-las em streaming, sem qualquer anúncio.

O Fire Phone (com 32 GB de armazenamento) será vendido nos Estados Unidos por 200 dólares em contrato com a operadora AT&T. Uma versão de 64 GB sairá por 300 dólares. O preço é equivalente ao do iPhone 5s e ele não será vendido de outra maneira.

Não há previsão de chegada do novo smartphone ao Brasil.

Novo truque de Super Mario Bros. é descoberto quase 30 anos depois

Reprodução
Faz quase 30 anos desde que o primeiro Super Mario Bros. foi lançado - mas, mesmo assim, acabam de descobrir um novo truque para o jogo.

O macete inédito de vidas infinitas foi descoberto por um japonês e compartilhado pelo site RetroCollector

Para executá-lo, é preciso ter terminado o jogo e recomeçá-lo uma vez. Depois, ao chegar na fase 1-2, morrer com Mario, avançar até a 5-2 com Luigi e morrer enquanto ele está escalando o pé de feijão. É aí que a magia acontece.

Algo no código do jogo fica bagunçado e, ao voltar à fase 1-2 com Mario, a planta continua crescendo do chão e possibilita o truque das vidas infinitas.

Confira a demonstração no vídeo abaixo:


segunda-feira, 16 de junho de 2014

Apple ganha no RJ direito de usar a marca iPhone no Brasil

Business Insider
Em mais um capítulo da "novela judicial" entre Apple e Gradiente, o Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro concedeu na semana passada à americana o direito de usar a marca iPhone no Brasil sem pagar nada à brasileira. Segundo o jornal Valor Econômico, a Gradiente diz que vai recorrer.

O julgamento em segunda instância acompanha a decisão do juiz Eduardo André Brandão de Brito Fernandes, também no Rio, em novembro de 2013, e dificulta as coisas para a Gradiente, dona do registro no país desde 2008, quando recebeu o aval do Inpi - Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

O Inpi deu razão à fabricante nacional argumentando que a lei brasileira de patentes prevê que o direito seja concedido a quem o pede primeiro. A Gradiente demonstrou interesse no nome iPhone em 2000, mas só pôde explorá-lo oito anos depois, um ano depois de a Apple ter lançado o aparelho mundialmente.

A Apple já disputou o nome iPhone em outros países, inclusive nos Estados Unidos, onde firmou acordo com a Cisco, que detinha o direito da marca desde 2000.